sábado, 19 de dezembro de 2015

Quase ... quase ... a chegar ao fim ...

E mais um ano que esta quase mas quase no fim ... um ano que passou a correr ... tão rápido que o tempo me fugiu entre os dedos ... um ano em que quase (e estou a ser optimista) não passei por aqui ... um ano excelente cheio de encontros e reencontros ... de momentos bem passados em excelente companhia ... um ano quase todos ele passado a 2.132 km de distancia de casa ... muitas viagens se fizeram este ano e todas elas foram super agradáveis ... se é que me entendem. 
Este foi um ano FANTÁSTICO, do qual guardo bons momentos, conversas sem fim, risos, gargalhadas sonoras, noites inesquecíveis, despertares loucos ... este ano foi memorável ... apesar de curto ... (bem que podia se prolongar por mais um tempo) ... 
Peço desculpa pela minha ausência (não é que tenham sentido a minha falta mas gosto de pensar que sim) ... bem não me vou alargar não quero ficar pra aqui a debitar palavras ... só passei mesmo pra desejar a todos um
... FELIZ NATAL ...
... E ...
... UM EXCELENTE 2016 ...  


Bacio 
Peccato
P.S. Volto em 2016 ... tenho muito para partilhar por aqui ... 

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Fode-me ...


"Fode-me como se me amasses e ama-me como se me quisesses foder, a tua língua na minha pele, a minha língua na tua, e já não se sabe o que é meu e o que é teu, e a verdade é que já não existe meu nem teu, existe um corpo de dois partilhado, uma casa habitada em conjunto onde cada um se diverte como num parque de diversões. Quando se ama, dois corpos juntos são um só parque de diversões."


Pedro Chagas Freitas 
"Sexus veritas"

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Eu te proponho #4


*Não deixar o fogo amainar, avivá-lo com as muitas achas da minha lascívia latente, retirando as cinzas com o sopro vindo do fundo das entranhas, expondo todas as brasas que são momentos de loucura ao embriagar-me em cio com teu doce licor carnal.*

domingo, 6 de setembro de 2015

Sabes(?)


Gosto de homens inteligentes com sentido de humor e libido apurado.
Não gosto de homens cobardes.
Gosto de homens que sejam asseados mas que entendam que o sexo é porco.
Não gosto de homens fracos que não tenham coragem para estar com mulheres fortes.
Gosto de homens arrojados com uma certa dose de loucura.
Não gosto de homens possessivos, ciumentos e inseguros.
Gosto de homens com um pensamentos criativo, desenvoltossimpáticos e que gostem de conversar em vez de apenas falar. 
Não gosto de homens egoísta.
Gosto de homens que assumam o que são mesmo que isso colida com os meus interesses. 
Odeio homens preguiçosos.
Adoro homens que fazem por si, adoro um Gentleman, alias exijo. 
Odeio homens sem educação, nem modos.
Adoro homens eloquentes. 
Odeio homens que não sabem falar, nem querem saber.
E depois, obviamente, adoro homens que fazem sentir especial, única (objecto do seu desejo). 

Enfim, Adoro que me Adorem. E Adoro Adorar.    

  

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

LoveGuide - Publicidade Institucional

Um designer de Taiwan criou um conjunto de embalagens para preservativos com modelos de vegetais que (no formato) se assemelham a um pénis. O objectivo é que quem procura os preservativos tenha mais facilidade em escolher o tamanho adequado. Mais facilidade porque cada vegetal corresponde a um tamanho diferente.



LoveGuide é o nome da marca de preservativos que adoptou a ideia e dentro destes tubos estão pequenas embalagens que se parecem ao fruto em questão cortado às rodelas, aí sim está escondido o preservativo.
Existem cinco tamanhos diferentes - o maior, tem cinco centímetros de diâmetro e corresponde a uma courgette;  mas há ainda tamanhos idênticos a bananas, cenouras e, o mais pequenino com 3 centímetros de diâmetro, o pepino.
O designer espera agora que, os homens sejam capazes de identificar o tamanho do seu pénis ao agarrar na embalagem.
Cada tubo trás 12 preservativos que estão embalados individualmente nos tais recipientes que se parecem a rodelas do fruto em causa.


Feita a partir do cartão, a embalagem tem um design simples e discreto, com o logótipo da LoveGuide e um desenho da comida que escolheu.

(Parece me que LOVE SEX DUREX já era) 



quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Fazemos sexo ou amor?


Por vezes somos confrontados com a questão: fazemos sexo ou amor?

Talvez fosse pertinente fazer aqui algumas considerações relativamente a esta questão......

Acham mesmo que fazem amor?

Na realidade, quando duas pessoas estão juntas e decidem ter prazer, sim, porque é disso que se trata, querem é que a química faça efeito, que a respiração se torne ofegante, que os corpos se toquem, que os cheiros e aromas se misturem, que o toque do outro nos faça estremecer, querem sentir a excitação do outro, porque isso faz aumentar ainda mais a nossa, querem experimentar e sentir um gozo, uma sensação de euforia, uma explosão, seguida de uma calma só comparável a um por do sol, num sitio deserto, numa tarde de outono...
Meus amigos … isso é sexo! É prazer, É bom e quem não quer assumir uma posição púdica assume-o … porque é fantástico.

Claro que é necessário dizer, que quando estão envolvidos sentimentos nesse acto, se houver amor, temos sexo com sentimentos muito mais intensos, mais sentidos, mais puros … mas temos sexo!!!


Então, já repararam que se a expressão "fazer amor" não for utilizada, temos mesmo de dizer: Que fazemos SEXO?! Sim, porque sexo é efectivamente o que fazemos! Gostem ou não da palavra, gostem ou não de o fazer, mas sejamos sinceros … SEXO é excelente e SEXO com amor é fantástico!

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Eu te proponho #3


*Fúria, tempestade, tremores, no mar dos lençóis de seda para ficarmos à deriva nas águas do prazer, procurando no céu dos teus olhos cadentes estrelas kamassutreanas desenhando em minha mente as mais loucas posições.*

terça-feira, 25 de agosto de 2015

"APETECES-ME"


A noite seguia o seu curso lentamente e a mente dispersava-se pelo silêncio da casa, o corpo já embriagado do vinho que escorria pelos labirintos da alma enquanto o fumo de mais um cigarro que se dissipava no ar … nesse momento e depois de tantos meses em que não respondi às tuas chamadas, em que liguei, não te falava. Não sentia nada por ti, nem raiva, nem carinho, nem ódio, nem amor, nem amizade, nem ternura, nem saudade, nada, rigorosamente nada e no entanto naquela noite liguei-te, sem saber se já estavas casado, ou se estavas acompanhado, ou até mesmo acordado. Liguei não por ter saudades tuas, nem tão pouco por ter vontade de te ver ou estar contigo, liguei unicamente porque tive saudades da forma animal como curvas o meu corpo e me penetras, tive saudades de toda a paixão carnal que colocas em cada estucada que dás enquanto me fodes e então liguei… e tu atendeste.
E depois de meio sermão … o qual não prestei atenção, simplesmente te disse “APETECES-ME” e em meia hora estavas em minha casa, e sem nada dizeres, olhas-te me com aquele olhar de desaprovação que por vezes me lançavas, mordi o lábio e sussurrei-te “APETECES-ME”, ainda refilas-te por todo aquele meu silencio mas quando coloquei a minha mão no teu sexo, o teu corpo estremeceu e a tua boca devorou a minha e num movimento brusco arrancas-te do meu corpo a pequena camisa que o cobria, lanças-te o meu corpo sobre a cama e depressa as tuas roupas desapareceram deixando transparecer todo do desejo contido em TI.


E sem demora viraste me de costas, apoiaste as minhas mãos sobre a cama, abriste-me as pernas e penetraste-me … ai estava a paixão que buscava, o desejo animal que me satisfaz … senti-te a cada estucada cada vez mais forte mais fundo, mais rápido, mais feroz tal qual um animal no cio, fizeste me vir … lambeste-me, chupas-te, mordiscas-te e penetraste-me outra vez e fodeste-me até deixares a minha pele marcada pelo teu néctar que escorria por mim …
Agora sentada na cama, relaxada, completamente saciada acendia mais um cigarro enquanto te vestias voltaste a perguntar “porque”, olhei-te e respondi “por nada” lanças-te aquele olhar indignado e pedi-te simplesmente para fechares a porta ao saíres … e sem conversas, nem respostas, virei simplesmente as costas …

Se te voltar a ligar será que atendes???

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

O desejo é assim...


Enquanto não se satisfaz, consome-nos. 
Os dias tornam-se logos e insuportáveis. 
As noites ... ai as noites ... parecem não ter fim ... 
E o corpo grita sem ser ouvido. 
E a alma, essa só implora por outras mãos que percorram cada pedacinho da pele suada, que arde. 
E a pele, essa só súplica por prazer, tacteia no escuro ... sem encontrar... 
A boca que só procura um travo diferente de saliva ... 
E os olhos que só querem outros olhos para que se possam fechar. 
As mãos que querem agarrar a carne com cheiro a sexo ...  
E o sexo que se quer unir a outro sexo sempre que a vontade ressuscita...
(24/08/2012) 

Eu te proponho #2


*Entre mordidas e beijos que ouças minha voz liberta deixando no espaço o eco dos gritos da minha carne ansiosa por sentir o arrepio da tua pele quando teus dedos percorrem o caminho das minhas coxas*


Atrévete ...


La sutileza se instala en ese espacio intermedio entre la luz y la sombra. 
Agazapada espera el alma inquieta que la quiera descubrir y disfrutar…

Atrévete a entrar en la luz de mis sombras…

domingo, 23 de agosto de 2015

Tesourinho do passado #1


Desejo(meu)
Gostaria de ser algo suave
Passar por ti e sentir
Lentamente ... 
O perfume da tua pele
O calor da tua boca ...
A suavidade do teu olhar
Gostaria de sentir os teus dedos
Dedilhando no meu corpo
Em acordes perfeitos
Melodias ofegantes
Versos molhados ...
(2012)

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Eu te proponho #1


*Encontros à meia-luz em quartos de desejos com janelas de nudez, e portas escancaradas para receber com esplendor o amor fugido dos silêncios.*

(Aceitas??) 

quarta-feira, 29 de julho de 2015

So true



Dois corpos misturados atingem o cume do sensual. E não é só a imagem que nos desperta, é o saber sentir a imagem e imaginarmos-nos nela. E quando o conseguimos, o desejo aumenta e a pele reage. E a partir daí, abre-se a intensidade do momento, ou da entrega ao mesmo... E o desejo torna-se infinito.

Diogo Wesley

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Sou Louca


Sou Louca ... SIM 
Sou Louca na intensidade dos momentos vividos 
Sou Louca na vontade dos desejos não reprimidos 
Sou Louca no prazer partilhado 
Sou Louca nas fantasias imaginadas, vividas, desejadas
Sou Louca nas palavras e pensamentos
Sou Louca quando amo e desejo
Sou Louca quando arrisco
Sou Louca na entrega do corpo 
Sou Louca de corpo e alma 
Sou Louca ... SIM 
E vivo esta LOUCURA cúmplice sem medo ou tabus 
Sou LOUCA ... porque admito os meus desejos, fantasias, pensamentos ... Sim ... Sou LOUCA porque amo e desejo com intensidade ... SOU LOUCA ... porque não escondo, não omito
aquilo que SINTO
Sou LOUCA ... SIM

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Pensamentos (meus) #3


A TUA presença desperta o desejo escondido em MIM

*desejo-te*
*quero-te*
*aqui*
*agora*
*neste momento*
*no teu ou no meu*
*escritório*
*quero-te JÁ*

3 quase 4


Passaram 3 quase 4 meses desde da ultima publicação ... o tempo por aqui passa que é um encanto ... e a ausência sentida (ou talvez não) faz se notar ... o tempo passa e as palavras acumulam-se na alma ... esperando ser libertadas (ou talvez debitadas) por aqui ... o tempo passa mas o desejo esse é constante ... 




Estou de volta 
Para a alegria de uns
E tristeza de outros

terça-feira, 14 de abril de 2015

Pergunta do dia


Hoje alguém me perguntou o que era para mim um "homem bom de cama" (fazem-me com cada pergunta), e logo esta em que as opiniões são tão divergentes, pois é ... mas afinal o que é um "homem bom de cama" ... para mim:

Homem bom de cama trabalha muito antes de chegar precisamente lá.
Encosta-me pelas paredes das ruas, vai-se roçando em mim, vai despertando os desejos, provocando tesão.
Despe-me. Homem bom de cama tem que me despir, de explorar cada milímetro de pele que vai ficando a descoberto. Percorrer todos os cantos sem se fixar no cu, nas mamas, na …
E despe-se por completo … nada de ir para a cama com as peúgas ou a camisa ou outra peça qualquer.
Homem bom de cama explora o corpo com delicadeza, com sensualidade na ponta dos dedos … não mexe pensando que está a pôr o dedo no gargalo de uma garrafa de cerveja … sabe onde deve fazer pressão, sabe onde deve tocar tão ao de leve como uma brisa.
Homem bom de cama sua (o suor excita) altera posições, agarra-me como se tivesse medo que lhe escape por entre os dedos.
Homem bom de cama tem que ter sensibilidade, falar comigo … sejam palavras bonitas ou menos bonitas. Não fica ali calado como se estivesse a fazer um favor. E não urra. Aqueles urros que até parece que vão ter um ataque cardíaco a qualquer instante … parecendo mais um animal em sofrimento [gemer não é urrar].
Homem bom na cama, entre tirar roupa e o orgasmo tem que durar mais que 15 segundos.
Homem bom na cama não se vira para dormir deixando a sensação de vazio … depois do sexo vem outro tipo de cama. Mesmo que seja só por uma noite.
Não tem pudor. Não pode ter … tem que ser livre e fazer-me sentir assim também.
Envolve-me o corpo com o seu corpo e não me vê como uma acrobata.
Homem bom na cama mostra-me o desejo, leva-me a perder os sentidos e a querer perder-me neles.
Ri, é bom rir.
Que o sexo seja sempre uma mistura de gozo, de palavras, de cheiros, de sabores.
Homem bom na cama não pergunta:
- Foi bom? Gostas-te?
Ó por favor … e isso lá se pergunta? Isso vê-se! Depois, horas depois, já pode perguntar.
Tem que ser seguro … mostrar que sabe o que faz e que sabe fazer …
Geme … suspira … tem mil dedos … mil vontades …
E eu acompanho-o.
Por mais estranho que possa parecer, nunca somos precisamente iguais na cama … com uma pessoa somos algo, com outra já não somos bem assim … isso é determinado pelo momento e por tudo o que a pessoa com quem estamos nos faz desejar.
Pronto, isto claro, se a ideia que tenho não estiver muito longe da realidade …
Mas a verdade é que em questões de cama só há dois tipos de homens: os bons e os outros.

(afinal eu até respondo ao que me perguntam ... pensando bem isto até dava uma boa rubrica para o blog ou talvez não)


segunda-feira, 13 de abril de 2015

Beija-me


Húmidas estão
as entranhas que te aguardam
sorrateiramente
Vem.
Aquece o meio
desnuda, toca,
encosta-te a mim
Arrepia a pele, a alma.
Abraça o corpo
Entra
Visita, passeia
Volta
Aguça, lambuza
Mistura, cheira
Bebe,
Deita, descansa
Sussurra, respira
Beija-me 
(11/02/2011)

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Apetece-me #44


Apetece-me
Que me provoques...
Que me tires do sério...
Que me excites...
Apetece-me
Que me envolvas a mente com pensamentos lascivos...
Que me prendas a imaginação em imagens carnais
Que me façam perder a razão…
Apetece-me 
Que me provoques a mente e o corpo...
Que me provoques sensações e emoções... 
Que me provoques delírios...
Apetece-me 
Que me provoques... 
Apetece-te??

segunda-feira, 30 de março de 2015

Sabes(?)


EU sou louca
Assumidamente louca 
Se ser louca é atirar para chão a máscara e mostrarmos o nosso EU, então sou louca sim.
Consciente desta minha vertente...o mais fantástico...é que GOSTO!
Tenho as minhas fantasias, pensamentos, desejos como qualquer mortal....a diferença é que os assumo, sem medos, sem receio ... sim EU sou louca e GOSTO 

Desejo de [A]MAR


segunda-feira, 23 de março de 2015

“A glass of red wine?"

O final do dia aproximamava-se quando recebeu uma sms: “Hotel X, quarto Y. Sobes e entras. Estou à tua espera. És capaz?

Respondeu: “Sabes que sim. E tu, és mesmo capaz?

E a resposta não tardou: “Já estou aqui à tua espera. Vem…
Com um sorriso nos lábios, correu até casa. Um duche rápido, porque o dia tinha sido quente e ela ficara ainda mais quente com aquela proposta… Espalhou creme no corpo, porque queria a pele macia e porque assim ficava perfumada mesmo sem colocar perfume. Lingerie… qual? Hmmm… a vermelha? Não, demasiado provocadora para este primeiro encontro… A azul. Simples, algo doce, algo provocante, mas linda como todas as suas lingeries… (é sempre com prazer que escolhe cada peça de lingerie quando compra). A saia preta, a blusa branca, os sapatos de salto alto e as imprescindíveis meias de liga… Base, gloss e apenas um pouco de rimel para realçar o olhar. Perfeita!
Saiu ansiosa e o carro pareceu ganhar asas… tinha pressa de chegar…
Mais uma sms “Já abri a garrafa de vinho tinto, como prometido… Quanto tempo?”, a que respondeu “Quase a chegar… relaxa…” (se bem que talvez ela precisasse relaxar mais do que ele…). E o desejo que já lhe queimava…


Parou à porta do hotel. Respirou fundo. Sorriu para si mesma… Ansiosa e um pouco nervosa… Excitada…
Entrou e subiu. A porta do quarto estava entreaberta. “És mesmo louco!”, pensou.
Entrou, tentando não fazer barulho. Ali estava ele, sentado na cama, lindo, perfeito, um sonho! Ao seu lado, uma garrafa de vinho tinto e dois copos… Com um sorriso sedutor, ofereceu-lhe um copo… Aproximou-se dele, aceitou e bebeu de imediato um gole… De seguida, sem palavras, sem sequer pensar, pousou os lábios nos dele… Ele puxou-a para si e beijaram-se avidamente, porque aquele beijo há muito tempo que era desejado! Olharam-se e sorriram. 
Apesar do desejo que os queimava, ficaram a conversar durante muito tempo, embora lhes tenham parecido minutos. A garrafa de vinho foi consumida entre palavras e risos. Risos que foram aumentando de intensidade. E entre uma coisa e outra, foram-se tocando levemente, mas de forma cada vez mais ousada…
Voltaram a beijar-se, agora com desejo, com tesão! E as roupas que ambos vestiam tornaram-se barreiras que tinham de ser transpostas imediatamente! Completamente perdidos de desejo, despiram-se entre beijos loucos e entregaram-se nos braços um do outro…
E assim se entregaram ao desejo que os consumia… Saciaram a fome um do outro que os vinha devorando por dentro… Atingiram o auge juntos e ali ficaram, abraçados, na cama, com um sorriso estampado no rosto…


“A glass of red wine?"

segunda-feira, 16 de março de 2015

Apetece-me #43


Apetece-me que te toques para mim
Apetece-me observar como percorres o teu corpo … ver os movimentos das tuas mãos … mãos que já conhecem todos os teus recantos …
Apetece-me que te toques … em movimentos incisivos ... subtis … tocas-te para mim(?)
Apetece-me ver o prazer espelhado no teu corpo … no teu olhar … nos teus movimentos … toca-te para mim(?)
Apetece-me observar este teu momento de prazer
Apetece-me que te toques para mim 

segunda-feira, 9 de março de 2015

Desejo de (A)MAR

Sinto a tua respiração no meu rosto, mãos traçando caminhos, delineando trilhos pela pele suada … teu corpo no meu … e a tua boca na minha … despertando desejos apenas com gestos. Mãos que se entrelaçam, bocas que se devoram, corpos que se encaixam, cheiros que se mesclam num misto de desejo e tesão, transpirando cada gota de gemidos até o clímax.

Arte #2







A série “Klecksography” de Olivier Valsecchi, consiste em esculturas orgânicas criadas por corpos simétricos.

A inspiração de Valsecchi para o trabalho, vem do psiquiatra suiço Rorschach - que inventou o famoso método de criar imagens a partir de pingos de tinta em um folha posteriormente dobrada em duas partes. O método do psiquiatra, que usava as interpretações de seus pacientes perante as figuras espelhadas, funcionava para diagnosticar esquizofrenia e demência. Valsecchi procura o contrário. O fotógrafo usa seu próprio subconsciente para construir simetrias artísticas com a nudez de corpos humanos, ordenadamente e complexamente organizados ou entrelaçados um no outro.

Apetece-me #42

Apetece-me largar tudo ir até onde estiveres para te despir num gesto único e descontrolado, porque é descontrolada a minha vontade de te ter pele na pele e de me fundir contigo.
Apetece-me ouvir o gemido húmido e incontido do corpo que desliza no desassossego constante que nos anima.
Apetece-me dar-te voz na minha voz num mesmo movimento instintivo.
Apetecem-me todos os beijos que nunca esgotamos e fazê-los durar até adormecer embrulhados numa febre contínua.
Apeteces-me aqui e agora e em todos os minutos que demoram, porque me apeteces sempre e em toda a parte mesmo que te tenha completamente em mim.


Porque o desejo é permanente e absoluto.
Apetece(s)-me

quinta-feira, 5 de março de 2015

Happy B Day

Happy B Day 
to 
ME 


(*.*)
Pois é hoje sou pequenina ... já conto com mais um inverno
(mas ainda num é desta que crio juízo ... apesar da minha mãe de dizer todos os anos o mesmo, ainda num descobrir o que é que o juízo come para o poder criar ... a ver se descubro este ano) 

quarta-feira, 4 de março de 2015

"NUDEZ"


Voavas sobre a minha nudez
Como pássaro de primeiro voo,
Descobrindo mistério de selvas
E de águas correntes
Que vão à direcção do mar,
Unindo-se em beijo agridoce
Num gemido sacrilégio
Da minha garganta pagã,
Abrindo portas de catedrais profanas,
Onde, devoto, recebias,
A hóstia sagrada do meu corpo
Em rito de luz iluminando altares
Vindo do meu humano prazer
Que não se apaga, só esmorece,
Voltando a brilhar intensamente
Com o toque subtil dos lábios teus
Nos meus seios…

E ... (alguém ganhou juízo)


Aggiornamento sulle norme per i contenuti pornografici di Blogger

Questa settimana abbiamo annunciato una modifica alle norme per i contenuti pornografici di Blogger, secondo cui i blog che contengono immagini pornografiche o di nudo saranno resi privati.

Abbiamo ricevuto numerosi commenti relativi al fatto che la modifica avrà effetto sui blog di lunga data e che ciò potrebbe avere un impatto negativo su coloro che pubblicano contenuti sessualmente espliciti per esprimere la propria identità.

Apprezziamo i commenti e manterremo pertanto inalterate le norme esistenti, senza apportare la modifica annunciata.

Conseguenze per i titolari di blog

Continueranno a essere vietati i contenuti pornografici a scopo commerciale.
Se il tuo blog contiene materiale pornografico o sessualmente esplicito, devi attivare le impostazioni per i contenuti per adulti in modo che venga visualizzato un avviso. Se viene portato all'attenzione di Google un blog con contenuti per adulti per il quale non è attivo l'avviso, lo attiveremo noi per conto tuo. Se ciò si verifica ripetutamente, il blog potrebbe venire rimosso.
Se sul tuo blog non sono presenti contenuti sessualmente espliciti e segui il resto delle Norme per i contenuti di Blogger, non dovrai apportare alcuna modifica al blog.

(tanta palavra para dizerem que basta colocar o aviso de "Conteúdo para adultos" ... aviso esse que creio que todos já usávamos ... enfim ... parece-me que vou continuar por aqui [apesar do tempo ser pouco])

Bacio
Peccato

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Credo

Credo ... Acabei de receber o seguinte mail sobre as nova politica de conteúdos do Blogger que passo a partilhar:


"Caro(a) utilizador(a) do Blogger,



Estamos a contactá-lo(a) para o(a) informar sobre uma alteração futura à Política de conteúdos do Blogger que poderá afetar a sua conta.



Nas próximas semanas, deixaremos de permitir blogues com conteúdo sexualmente explícito ou imagens ou vídeos com nudez gráfica. A nudez apresentada em contextos artísticos, educacionais, documentários ou científicos ou onde a não ação sobre o conteúdo possa beneficiar substancialmente o público continua a ser permitida.



A nova política entra em vigor a 23 de março de 2015. Após esta política entrar em vigor, a Google restringe o acesso a qualquer blogue identificado como constituindo uma violação da nossa política revista. O conteúdo não é eliminado, mas apenas os autores do blogue e as pessoas com quem partilharam expressamente o mesmo podem ver o conteúdo que tornámos privado.


Os nossos registos indicam que a sua conta poderá ser afetada pela alteração desta política. Evite criar novos conteúdos que possam constituir uma violação desta política. Além disso, pedimos que efetue as alterações necessárias no seu blogue existente para estar em conformidade o mais rápido possível, para que não sofra interrupções no serviço."


Mas será possível(???) que em pleno século XXI ainda existam este tipo de restrições, nem sei o que pensar sobre isto tudo ... simplesmente absurdo. 
E com isto tudo creio que este seja o fim deste meu cantinho, com muita pena minha ... enfim isto é absurdo 

Bacio 
Peccato 
(Rumando a outros portos ou talvez não) 


segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Em ... Silêncio


Em silêncio
Sinto a tua respiração na minha face 
As mãos que passeiam pelo corpo 
A tua boca que se aproximando da minha 
Com desejo 
Com amor 
Com carinho 
Com calor 
Sem palavras 
Apenas gestos 
Nada mais é necessário 
Quando dois corpos se juntam 
É instinto 
Um compreende o outro 
As mãos que se entrelaçam 
Bocas que respiram uma na outra 
Exalando o que sentem 
Transpirando desejos 
Respirando tesão 
Sussurrando gemidos 
Até chegar ao êxtase  
Na mais erótica e intensa sensação 
De amor  
De desejo
De prazer
De tesão 
Por algo que vicia 
E depois ...
E depois ...
O ritual se inicia
Em silêncio

(depois desta pequena ausência por motivos de saúde estou de volta)
Bacio Peccato