quinta-feira, 29 de maio de 2014

Apetece-me #33


Apetece-me dormir nos teus braços
Sentir o teu corpo colado ao meu
Apetece-me aninhar-me no teu abraço
Sentir os mimos e os carinhos
Apetece-me adormecer assim
Sentir o calor que emana de ti
Apetece-me
Simplesmente dormir assim bem colada a ti
Apetece-te???

sexta-feira, 23 de maio de 2014

A tua Boca

A tua boca é doce como o mel, suave como a seda quando toca a minha com paixão ... Sinto o calor da tua língua quando brinca com a minha ... 
Estremeço de prazer quando sinto o toque das tuas mãos no meu corpo ...
Vibro com paixão, sinto a tentação do teu corpo junto do meu ...


Prometendo me momentos intensos de prazer ...
Prazer esse que me encantam e seduzem ...


quinta-feira, 22 de maio de 2014

O teu beijo...

Aconteceu sem eu esperar
...suave e doce...
Ainda sinto o teu sabor,
O teu cheiro,
O teu toque...
Fez-me recordar o passado...
Mexeu comigo
Fez-me desejar mais e mais...
Não quero só um beijo
Quero mais, muito mais...
… a tua língua, o teu sabor, as tuas mãos...
… a volúpia do momento....


E agora?
Sei que não está certo...
Mas esse beijo deixou-me desarmada...
Quero-te mais do que pensava...

terça-feira, 20 de maio de 2014

Banho a dois

Pegas-me ao colo e levas-me para a banheira ...
Começas por me colocar um pé na água, para que eu a sinta ... "Demasiado quente?" ... perguntas, digo que não com a cabeça e tu colocas-me suavemente dentro da banheira ... onde algumas pétalas de rosa flutuam  ... as velas estrategicamente colocadas ... o ambiente perfeito ... ficas ali parado a observar-me, enquanto me ambiento à temperatura ... usas aquele gel de que tanto gosto e passas a esponja suavemente por cada milímetro da minha pele ... entrego-me a ti ... ao prazer que nos une ... sinto-me a pairar ... como se estivesse a viver uma fantasia ...
O teu olhar transborda desejo ... o teu sexo firme ainda preso debaixo dos boxers ... toco-te sinto-te estremecer de desejo ... encaminho a minha mão para o teu sexo ... meto-a dentro dos boxers e começo acariciar-te ... suspiras ... peço-te para te livrares deles ... quero senti-lo na minha boca ... quero beija-lo, morde-lo, suga-lo ... cedes ao meu pedido e entregas-te ao prazer que a minha boca te proporciona, gemes em leves sussurros ... que vão aumentando gradualmente ... no teu rosto o prazer ... quero que atinjas o orgasmo ... quero sentir o teu néctar ... senti-lo escorrer pela minha boca ... sei que estas  quase a explodir de prazer ... os teus gemidos aumentam até se transformarem num orgasmo sonoro ...


Olhas-me sorris apenas e juntas te a mim na banheira ... abraças-me ... beijas-me ... por momentos ficamos assim deitados ... abraçados  ... corpos colados ... mãos ... pernas entrelaçadas ... deito a cabeça no teu peito e tu abraças-me com força ... adoro sentir os teus braços ... beijo-te o peito e vou subindo ... o pescoço ... o queixo ... beijando ... mordendo ... detenho-me nos teus lábios ... beijamos-mos ... um beijo intenso demorado ... as nossas línguas entrelaça-se ... é desejo ... tesão ... paixão ...
As tuas mãos descem pelas minhas costas, provocando-me arrepios de prazer ... agarras-me as nádegas e encaixas-me no teu sexo duro ... apesar da água sinto que estou húmida completamente húmida ... deslizas facilmente em mim ... sento-me para te sentir todo dentro de mim e não contenho um gemido ... as tuas mãos nas minhas ancas ajudando ao movimento de vai e vem ... reclino-me ligeiramente para trás ... oferecendo assim os meus seios à tua boca faminta de mim ... não hesitas em beija-los ... morder ... sugar ... gemo de prazer ...


Os movimentos aumentam de intensidade ... os gemidos passam a ligeiros gritos ... puxas-me ... encaixas-te ainda mais em mim ... colamos as nossos bocas ... o movimento do nosso corpo aumenta a cada gemido ... a cada grito ...
"SIMMMMMMMMMMMM, MAISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS, NÃOOOOOO PARESSSSS ... quero-te ... desejo-te ... vem-te comigo ..."
Sinto o teu néctar quente dentro de mim  e venho-me sem conseguir parar de subir e descer sobre o teu sexo  ... abraço-te e as minhas pernas rodeiam-te a cintura ... os meus seios colados ao teu peito ... as nossas bocas coladas num beijo agora mais terno ... pegas em mim e colocas o meu corpo molhado exausto na cama ... olhas-me e sorris ... deitas-te a meu lado ... os nossos corpos colados ... abraçados ... os olhares que se cruzam ... as caricias que se trocam ... "sinto-me tão ao teu lado Pedro" ... sorris e depositas suavemente um beijo nos meus lábios ... sussurras me  "és linda" 

sábado, 17 de maio de 2014

Sabes(?)


Jamais deixarei que me tratem como um troféu


Vinho


ELE - Aprecio o sabor, o corpo, e o conteúdo daquela garrafa que guardas religiosamente, não achas que está na altura de realizarmos o momento especial de modo a finalmente abri-la e saboreia-la?
ELA - Falas da garrafa ou de alguém em especial?

*** e a garrafa continua sem se abrir ***
(*.*)

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Sabes(?)





Adoro a sedução, os detalhes, os saltos altos... o perfume, os aromas e muita conversa quente...
Aprecio o contraste, a mistura das cores e muitos sabores...
Mentes abertas e corpos relaxados... nas texturas do desejo, nas margens da loucura... amo a capacidade de o ser quando me dou... nunca aquilo que esperas, mas sempre aquilo que sou.

Rei ...

 Sei que me queres dominar
Mandar no meu corpo
Decidir como me despes
Como me tocas
Possuir-me sem aviso...



Mas hoje não!

Hoje quem manda sou eu!
Hoje vou despir-me para ti
Vou delinear o teu corpo nu
Dar-te a provar a minha pele
Dar-te a beber o meu mel
E quando me apetecer...
Apenas quando eu quiser...
Depois de te ouvir implorar...
Me sentarei no meu trono
E de ti farei meu REI... 

terça-feira, 13 de maio de 2014

Lembraças


Lembro-me que gostavas de me possuir nesta posição. Submissa, sem te ver, mas sentindo-te bem fundo em mim. Gostavas de me segurar bem forte pelos cabelos e quando os meus gemidos eram altos demais fazias-me afundar a cara na almofada, sem parares até o clímax te atingir.

*** Doce Mel ***


Segues curioso pela trilha do meu ventre, em busca da flor doce guardada no meu corpo a tua língua avida, desliza pelos meus contornos, lambendo as minhas pétalas rubras em câmara lenta.
Humedeces em rios de prazer a minha flor e dela extrais todo o meu doce mel.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Em meus sonhos …


Em meus sonhos vi-me em teus braços, entregue as tuas vontades, aos teus beijos, ao teu tacto…
A tua boca bebia na fonte da minha anatomia, corpos unidos em laços apertados…
… minha alma o teu nome gemia …
… perdia-me na tua boca …
… perdia-me nos seus desejos …
… perdia-me nos teus abraços …
Embriagava-me com o teu cheiro, com teu olhar de desejo, e no teu corpo me encaixava com mestria …
… olhava o teu o rosto à procura …
… da tua fome …
… da tua sede …
… da tua fantasia …
E numa sublime sinfonia bailava no teu corpo ao som dos teus suspiros, roubando de ti todos os gemidos para que ouças o som dos meus delírios neste mar dos meus desatinos …
*** Bons sonhos ***
*** Bacio ***

domingo, 11 de maio de 2014

Sente ...

Sente o calor da minha boca, salivante de desejos pelos encantos de cor incandescente da tua fantasia, saboreando todos os teus recantos
Sente a minha língua a desliza pelo teu corpo, degustando o teu sabor a mar, libertando toda a tua indecência, humedecendo o teu corpo sem parar
Sente como te prendo entre os lábios, devoro-te nas entrelinhas, entre beijos molhados 


… Êxtases orais em gemidos e gritos …
… Sinto o teu sabor na minha boca …
… Teu elixir …
… Liquido poema, que mata esta minha sede …


quarta-feira, 7 de maio de 2014

Turbilhão


... o meu corpo é um turbilhão ...
... de prazeres e sensações ...
... de desejos e vontades ...
... de paixão e loucura ...
... de delírios e momentos ...
... o meu corpo é um turbilhão ...

sexta-feira, 2 de maio de 2014

E ...

... depois de um dia complicado nada melhor que um bom banho para relaxar ...
agora imagina se tivesses aqui comigo 


[Consegues imaginar]

Só Sexo!...

Já passava da meia-noite...
O calor era insuportável e o corpo dela ardia... o desejo de estar com ele, a vontade de o sentir, a tesão que se acumulava!
Ignorou tudo o que tinha acontecido nos dias anteriores e ... ligo-lhe!
Disse-lhe apenas:" Vem!!! Já!!! Não quero nem posso aguentar mais..."
Passados alguns minutos (que para ela pareceram uma eternidade...), ouviu-se a campainha! Ela nem verificou quem era … quem mais poderia ser se não ele?
Esperou à porta de casa, apenas de short e top, aquele conjunto que ele adora … e que adora arrancar do corpo dela. Ele entrou, fechou a porta atrás de si.
Apenas se olharam e começaram um longo beijo, as suas línguas brincavam furiosamente uma com a outra, os seus corpos ainda vestidos pareciam fundir-se um no outro!
Ela senti-o já duro … e quente muito quente!
Nos breves momentos em que as suas bocas se separaram, ela tirou-lhe a camisa e ele arrancou-lhe top, sem desviarem o olhar de puro desejo, pura tesão que ambos sentiam!
Reiniciando aquele beijo furioso, aquela batalha de línguas, com desejo a sexo sem vergonha!
Continuaram a despir-se um ao outro sem nunca se largarem, deixando a roupa espalhada pelo chão até ao quarto!


Ele atirou-a para cima da cama de costas, abriu-me as pernas e começou a saborear-la avidamente! Ela puxou-o para o poder saborear, senti-lo duro, puro e excitado na sua boca!
No instante anterior ao orgasmo, as suas bocas pararam, apenas para que ele a penetra-se e a sentisse completamente molhada e doida de prazer!
A cama abanava sem parar e ele entrava e saía dela com tamanha intensidade que os únicos sons que saíam das suas bocas eram gemidos, quase gritos, de intenso prazer! ... um prazer animal, selvagem!


Mais uma vez, aguentaram o orgasmos e trocaram de posição … ela virou-se de costas e colocou-se de joelhos em cimas da cama, ficando exposta, aberta para ele, completamente à sua mercê … ele gemeu enquanto a penetrava novamente … e os seus corpos encaixados balançavam num vaivém frenético, louco e intenso que os conduziu ao clímax … numa explosão de prazer indescritível … os seus corpos, unidos, estremeciam com os espasmos dos seus orgasmos … numa viagem ao limbo … os seus gemidos agora transformados em gritos ecoavam pelo quatro e os seus corpos suados agora jogados sobre a cama saboreavam esse momento … de prazer intenso …
Ela deixou-se ficar deitada na cama, ainda a gozar os últimos momentos de prazer, enquanto ele se levantou pra se lavar e refrescar!
Quando ele saiu da casa de banho para apanhar a roupa e vestir-se, ela foi fazer o mesmo, saiu e voltou a vestir os short e top que ainda estavam espalhados pelo chão … beijaram-se novamente e …
… ele saiu
Desde o momento em que ele entrou e o momento em que saiu, não trocaram uma única palavra!
Foi só Sexo! Só Sexo!...
Simplesmente SEXO