terça-feira, 14 de novembro de 2017

Delírios Matinais #16



Quero sentir(ME) a escorrer quando o teu toque intenso percorrer a minha pele quente 
Quero sentir(ME)a escorrer quando a tua boca devorar o meu sexo que se abrirá a cada investida viperina da tua língua 
Quero sentir(ME) a escorrer quando me sugares avidamente desencadeando uma descarga de gemidos e gritos de prazer
Quero sentir(ME) a escorrer quando entrares bem fundo dentro de mim numa estocada única e forte que me preenche totalmente  
Quero sentir(ME) a escorrer quando simplesmente me possuíres e fazeres do meu corpo leito do teu prazer 
Quero sentir(ME) a escorrer 

Sem comentários:

Enviar um comentário