terça-feira, 12 de setembro de 2017

Sonho(TE)



Esta noite inventei-te na luxúria do meu sonhar.
Amputei-te a alma o coração ... exultei unicamente o teu corpo e os sentidos.
Quero o teu corpo, despido de quem és.
Calei-te as palavras, deite-te voz unicamente aos gemidos e gritos de prazer.
Os nosso corpos envoltos em êxtase, suados ...
Busco-te em cada fonte de prazer, percorro cada centímetro da tua pele numa descoberta cada vez mais além, sem fronteiras.
Abraço-te numa sofreguidão de um náufrago, numa ânsia devorada ...
Sonho-te ainda como poeira cintilante num céu estrelado ...
Pesadamente, afundo a cabeça na almofada e desço no abismo escuro onde naufragam todos os sonhos.
Sonho-te .....................................................

©Mónica Pedro
(Todos os direitos reservados Código do Direito de Autor e Lei 16/2008)

Sem comentários:

Enviar um comentário