segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Sabes que me apeteces ...



Apetece-me sentir o domínio das tuas garras.
O perigo da tua força, a ânsia da tua boca, a malícia do teu olhar, o teu lado animal.
Mostra me quem manda, excita-me, com tua voz firme, palavras rudes e obscenas.
Faz-me estremecer, mobiliza os meus desejos, deixa-me sem forças, para que eu consinta que faças de mim o que desejares.
Faz-me tua


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

"Distância"

Eram 2134 os km que os separavam, durante dias ela tentou conter o desejo que a consumia, tentou esquecer aquele corpo, aquele beijo, aquele toque mas o seu pensamento teimava em trair-la e quanto mais tentava ... mais insuportável se tornava aquela ausência, mais a sua vontade aumentava, mais o desejo queimava e ela enlouquecia, o seu corpo reclama, suplicava pelo corpo dele ... e num momento de loucura transpôs a barreira da distancia e ... regressou somente para nos seus braços se perder, para ao desejo se entregar ... 


Quando os seus lábios se tocaram os seus corpos estremeceram de desejo, libertando aquela chama ardente que lhes consumia a alma e rapidamente os seus corpos nus se envolveram numa redescoberta de prazer, entre as caricias, toques e os beijos.
Ele percorreu o corpo dela, sentido na ponta dos seus dedos o calor da pele que se arrepiava, o corpo que estremecia e o olhar denunciava o seu desejo de ser amada, enquanto dos seus lábios brotavam pequenos mas intensos gemidos ...

Delicadamente ... demoradamente ... percorreu o corpo dela atiçando ainda mais o seu fogo, despertando toda a sua luxuria, humedecendo todo seu ser ... prolongando aquele momento em que ela se entregava ... em que a sua rigidez a penetrava, lentamente fazendo com que o seu corpo se arqueasse ... para o receber ... e num ritmos lento mas vigoroso manobrou o corpo dela com mestria, preenchendo toda a sua intimidade ... em estucadas lentas mas fortes apoderou-se do seu corpo, da sua alma e entregou-se ao prazer que ambos sentiam ... e os gemidos transformaram-se gritos, as palavras sussurradas saiam abafadas e sem sentido, as bocas que se comiam, os olhares que se denunciavam, os orgasmos que se intensificavam e os seus corpos que se encaixavam cada vez mais como se um só se tratasse, balançando ao som do prazer ... de um prazer tão puro ... tão louco ... tão intenso ... tão feroz. 


"A distância é como os ventos: apaga as velas e acende as grandes fogueiras."
François La Rochefoucauld

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Jardim secreto!


Enrolados entre mantas e lençóis
com a nossa pele a descoberto
perdidos num quaisquer lugar 
oculto dos olhares,
oculto das vozes de outros...
Era hora de adentrar-me nesse teu jardim
nesse teu secreto campo de flores,
onde residem os teus mais suculentos odores
perdendo-me nesse teu recôndito lugar
vejo-me nesse morder de lábios desejosos
de adentrar-me e te fecundar,
imagino esse sorver de lábios,
enquanto esse néctar vai gotejando
ver-te contorcer numa quaisquer possessão demoníaca,
agarrando-me na minha cabeça em suplica de devora,
sentires o percorrer da minha lascíva língua 
te traz doces torturas
que em logo logo culminara 
nesse teu meu amor fluido
O amor és sujo é uma imundice que nos percorre
que nos mancha a alma
e que nos dá vontade de viver
amo amar esse teu jardim
esse teu jadim secreto
esse pecado de paladares
Até breve meu amor 
até um novo querer 
dessa imunda satisfação junto a mim

de Leonardo Reis
21/08/2017

Simplesmente porque gosto de te LER

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

5 Anos de Blog


Il Mio Peccato celebra 5 anos de vida ... 
Cinco anos de letras, frases e pensamentos emaranhadas em mim.
Cinco anos de risos e choro, de abraços e de mãos dadas, de tolices e delírios, de desejo e prazeres, de vontades e fantasias, de momentos e pensamentos (parvos e banais).
Cinco anos de partilhas, de Olás e Adeus, de viagens que ainda duram e de outras tantas que já terminaram.
Cinco anos de vocês, de nomes que vão chegando e de outros que vão saindo.
De caras que imagino, outras que sei, outras que nem sonho.
Cinco anos de pessoas que entraram na minha vida, há anos, há meses, há semanas ou há dias.
... Cinco anos ...
... de PECCATO ...
Obrigada
A TI
que me segues
que me comentas
que me lês
Obrigada

domingo, 20 de agosto de 2017

Aiiiiiiiiiiiiii Senhor

Dai-me paciência para aturar estas mentes pequenas


Anónimo Anónimo
é tão fácil vir aqui e comentar, tentar ofender e humilhar o difícil é ter inteligência para não misturar um virtual com um real 
Aiiiiiiiiiii 
Senhor dai-me paciência
para aturar estas mentes pequenas
  

Apetece-me #50

Apetece-me que mexas comigo...
Apetece-me que me tires do sério...
Apetece-me que me prendas as mente com pensamentos lascivos...
Apetece-me que me envolvas a imaginação com imagens carnais que me façam perder a razão...
Apetece-me que me provoques o raciocínio e não deixes espaço a pensamentos vulgares...
Apetece-me que me completes dessa forma que eu necessito para me sentir viva... Hoje apetece-me que o faças ... 
... Que me excites assim ... 
... mente, corpo e alma ...



Apetece-me
Apetece-te(??)