quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Lê-me ...


Lê-me como se eu fosse um livro,
descobre-me em cada página,
conhece-me em cada palavra...
toca-me com suavidade
e folheia-me a cada dia,
como se eu fosse o primeiro
livro que lês...
deixarei em mim, páginas
com espaços em branco
para que tu mesmo, escrevas
e ilustres...
não me feches, guarda-me junto a ti
para me leres nas horas boas e nas horas más,
abre o meu sorriso e inunda-te com ele,
bebe as minhas palavras
e entra na minha vida,

esta que é, um livro que lês...

2 comentários:

  1. Conheci um livro...
    Não passava de mais um livro, como tantos outros, que se fazem presentes em milhares de estantes, por este mundo fora! Olhei para ele, li o seu título, e segui. Desapareceu por um instante. Fiquei a pensar durante dias, todos os dias, passava na estante e lá estava ele, chegava sempre primeiro que eu, elegante, numa prateleira, alta, com a sua capa chamativa e o seu cheiro sedutor. Li algumas das suas páginas, ouvi muitas das suas histórias e imaginei outras, fazia-me sempre sorrir. Por vezes, quando tinha duvidas, ia ter com ele, abria-o, abraçava-o e ele abraçava-me a mim, envolvendo-me no seu cheiro, transmitindo-me o seu calor. Deixava-me louco, envolvido no pensamento.
    Lê-me… era o título
    Livros, são páginas de tudo e ao mesmo tempo de nada, são histórias, sentimentos, paixões, são emoções traduzidas e redesenhadas através de letras, de ilustrações, que nos levam ao limite, que nos fazem sonhar. Cada leitor lê-o de maneira diferente, é essa a magia de um livro! Existem livros que nunca foram bem lidos, ou bem interpretados, deixam, com o passar do tempo, um vazio nas nossas vidas. No entanto são desejados.
    Mas este era especial, envolvia-me no seu mistério, no desejo de querer repaginar cada uma das suas páginas, reposicionar cada uma das suas vírgula, a primeira história que li foi bastante directa, envolveu-me nas suas palavras, deixou-me motivado, queria ler mais!, aprofundar e ouvir cada uma das suas exclamações, sentir o fervilhar das suas emoções, chegar aquele ponto, que apenas um bom livro nos faz chegar, chegar ao ponto, de acrescentar um outro ponto.

    ResponderEliminar