quarta-feira, 30 de julho de 2014

Reencontro - II

Ainda com os corpos encaixados de uma forma tão perfeita que bastou um movimento para que o corpo dela fica-se em cima dele e completamente encaixados um no outro.


Ele agarrou a sua anca com força, forcando toda a sua intimidade a senti-lo, preenchendo-a de uma forma invulgar, forçando o corpo dela a movimentar-se lentamente … ela sentia-o em toda a sua plenitude e o seu corpo estremecia em espasmo de prazer, os seus músculos contraiam-se a cada movimento sentido.
Num compasso alucinante, lento, suave, meigo … repleto de desejo, tesão, ganas e prazer constante que os consumia … as palavras saiam meio abafadas pela respiração ofegante, pelos gemidos que se soltavam ininterruptamente, dos seus corpos exalava o doce aroma do desejo … e os olhares reflectiam a intensidade do seu prazer. 
E bastou um olhar intenso para ela saber o que se seguiria, começou a beijar-lhe o corpo lentamente, sentido o sabor do seu suor, sentindo o cheiro dela misturado com o dele … foi beijando até alcançar o sexo dele … e lentamente colocou-o na boca, sentiu o sabor do seu doce mel … e foi lambendo, chupando, sugando aquele sexo em estado puro … lentamente, muito lentamente tal como ele gosta … em suaves e meigos movimentos fui engolindo, preenchendo a sua boca … sentindo como ele se contorcia em espasmos de prazer, sentindo toda a sua tesão, deixando-o cada vez mais louco … sentia-o a entrar e a sair da sua boca, a roçar a sua língua … chupou-o com agilidade, lambeu cada recanto, sugou-o com desejo … quase sem aviso ele explodiu num orgasmo intenso e o seu néctar quente, espesso e doce invadiu a sua boca … saboreou lentamente enquanto ele se contorcia sobre a cama …  


[e será que termina aqui??]

2 comentários: