sexta-feira, 2 de maio de 2014

Só Sexo!...

Já passava da meia-noite...
O calor era insuportável e o corpo dela ardia... o desejo de estar com ele, a vontade de o sentir, a tesão que se acumulava!
Ignorou tudo o que tinha acontecido nos dias anteriores e ... ligo-lhe!
Disse-lhe apenas:" Vem!!! Já!!! Não quero nem posso aguentar mais..."
Passados alguns minutos (que para ela pareceram uma eternidade...), ouviu-se a campainha! Ela nem verificou quem era … quem mais poderia ser se não ele?
Esperou à porta de casa, apenas de short e top, aquele conjunto que ele adora … e que adora arrancar do corpo dela. Ele entrou, fechou a porta atrás de si.
Apenas se olharam e começaram um longo beijo, as suas línguas brincavam furiosamente uma com a outra, os seus corpos ainda vestidos pareciam fundir-se um no outro!
Ela senti-o já duro … e quente muito quente!
Nos breves momentos em que as suas bocas se separaram, ela tirou-lhe a camisa e ele arrancou-lhe top, sem desviarem o olhar de puro desejo, pura tesão que ambos sentiam!
Reiniciando aquele beijo furioso, aquela batalha de línguas, com desejo a sexo sem vergonha!
Continuaram a despir-se um ao outro sem nunca se largarem, deixando a roupa espalhada pelo chão até ao quarto!


Ele atirou-a para cima da cama de costas, abriu-me as pernas e começou a saborear-la avidamente! Ela puxou-o para o poder saborear, senti-lo duro, puro e excitado na sua boca!
No instante anterior ao orgasmo, as suas bocas pararam, apenas para que ele a penetra-se e a sentisse completamente molhada e doida de prazer!
A cama abanava sem parar e ele entrava e saía dela com tamanha intensidade que os únicos sons que saíam das suas bocas eram gemidos, quase gritos, de intenso prazer! ... um prazer animal, selvagem!


Mais uma vez, aguentaram o orgasmos e trocaram de posição … ela virou-se de costas e colocou-se de joelhos em cimas da cama, ficando exposta, aberta para ele, completamente à sua mercê … ele gemeu enquanto a penetrava novamente … e os seus corpos encaixados balançavam num vaivém frenético, louco e intenso que os conduziu ao clímax … numa explosão de prazer indescritível … os seus corpos, unidos, estremeciam com os espasmos dos seus orgasmos … numa viagem ao limbo … os seus gemidos agora transformados em gritos ecoavam pelo quatro e os seus corpos suados agora jogados sobre a cama saboreavam esse momento … de prazer intenso …
Ela deixou-se ficar deitada na cama, ainda a gozar os últimos momentos de prazer, enquanto ele se levantou pra se lavar e refrescar!
Quando ele saiu da casa de banho para apanhar a roupa e vestir-se, ela foi fazer o mesmo, saiu e voltou a vestir os short e top que ainda estavam espalhados pelo chão … beijaram-se novamente e …
… ele saiu
Desde o momento em que ele entrou e o momento em que saiu, não trocaram uma única palavra!
Foi só Sexo! Só Sexo!...
Simplesmente SEXO 

6 comentários:

  1. Que delicia, só de pensar faz subir a te(n)são.......bacio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cuidado com essa subidas de te(n)são ...

      Bacio
      Peccato

      Eliminar
    2. Eu tenho cuidado em mante-la estável......quando sinto a baixar dou umas trincas em algo salgado......para ela subir.....Bacio

      Eliminar
    3. É bom saber que tens esse cuidado

      Bacio
      Peccato

      Eliminar