domingo, 27 de abril de 2014

Porn - II

Ela deitou-se no meio da cama, abriu as pernas e começou a tocar-se lentamente o seu sexo já estava húmido e ardia de desejo, ele deitou-se ao seu lado, começou acariciar-lhe e a beijar-lhe os peitos … passando lentamente com a língua pelos seus mamilos duros … e começou a suga-los e a morde-los, enquanto ela se tocava cada vezes mais rápido … até os seus gemidos se transformarem em gritos que ecoavam pelo quatro … ele apertava os seus mamilos com os dentes e as mãos, puxava por eles e fazia-os ficar cada vez mais rijos ao ponto de doerem de tanto prazer … ela senti-o o seu corpo a contorcer-se de prazer e num grito que ele abafou com uma das suas mãos … ela chegou ao climax e veio-se como nunca e do seu corpo expeliu o seu néctar … enquanto ele lhe mordia e sugava o peito …


Ele foi descendo as mãos pelo seu corpo até que lhe alcançou o sexo, abriu-lhe os lábios e passou com um dedo pelo clitóris … ela soltou um pequeno gemido e tentou agarra-lhe a mão mas ele impediu-a e sussurrou-lhe que a noite ainda agora começara e que ela não teria descanso pois esta noite ela seria SUA … “hoje és minha e não te vou dar descanso” … dito isto introduziu os dedos no sexo dela e começou a penetra-la com força … puxou a mão dela e colocou-a no seu sexo que ela acariciou e manobrou até ficar ereto, foi então que ele lhe afastou ainda mais as pernas de forma a que ela fica-se completamente aberta para ele, levantou-se e colocou-se em frente dela aos pés da cama, puxou-a pelas pernas até estas ficarem completamente penduradas na cama e num só movimento penetrou-a como um animal enraivecido.


As estucadas eram cada vez mais forte e mais profundas e aquele sexo cada vez mais grosso e duro … quase que o podia sentir todo dentro dela, e o seu corpo contorcia-se sem qualquer controlo e na sua mente só existia um pensamento “continua” … mas não precisava de o verbalizar pois ele possuía como um animal e ela gemia e gritava e contorcia-se de prazer e novamente atingiu o clímax e veio-se como uma louca … mas ele continuou a penetra-la com tamanha força que ela gritou de prazer … 

(continua)

4 comentários:

  1. Excelente escolha de palavras para descrever cada momento.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  2. Poucas palavras mas que levam a imaginação ao topo da excitação.

    Billy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poucas palavras mas com grande emoção ... despertando sempre a imaginação

      Bacio
      Peccato

      Eliminar