quarta-feira, 30 de abril de 2014

Liberta-me


Estou irrequieta
Nada me sossega!
Uma te(n)são no corpo...
Este fogo que me consome
Num ardor constante 
Não me concentro
Mexo-me
Remexo-me 
...toco-me...
...não é suficiente...
Este prazer é urgente
Quero que venhas já!
Aperta-me com força
Extrai esta tesão
Solta este orgasmo iminente...
Liberta-me!

[Agora]

4 comentários: