domingo, 26 de maio de 2013

Noites ...


Em noites de desejos sentidos e calados,
(de saudade esquartejada, de abraços amputados)
minhas letras se despem e
(nuas de poesia, de versos, de inspiração)
amarram-me, amordaçam-me e emudecem-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário