quinta-feira, 23 de maio de 2013

Despir


"Despir o outro de como quer ser visto
Despir-se daquilo que o outro quer ver
Vestir o desejo do outro despir.
Despir o desejo de quem se vestiu
Daquilo que esperava mostrar – disfarçando-se, vestindo-se
O tempo gasto para despir o corpo que se veste para o outro
O tempo gasto para vestir tudo o que vai ser tirado,
Quando o outro não quer vestido
Mas o que se vestiu quer ser despido.
Vestir o outro de quereres,
Despir a carência de todos.
Foder,
Todo mundo nu ou vestido, consigo
e mentindo."

Fernanda Young
Do livro “A Louca Debaixo do Branco”

Sem comentários:

Enviar um comentário