sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

[Confuso (talvez não)]


Não posso perceber se sinto a tua falta, porque nunca cheguei a perceber quem tu eras. 
Mas é impossível não perceber que sinto falta de quem tu eras para mim.
[Confuso (talvez não)]


Sem comentários:

Enviar um comentário