terça-feira, 2 de outubro de 2012

Sonhos ...


Ontem voltei a sonhar com o meu DEUS MORENO não sei se lembram mas já falei dele num outro cantinho a verdade é que o sonho se repetiu mas desta vez parecia mais real que nunca ... 
Neste meu sonho voltei a ver-me local absolutamente desconhecido. Sei apenas que estava numa dessas praias paradisíacas [e eu que não gosto lá muito de praia] que muitos de ambicionam conhecer. Estava acompanhada por um homem, a quem nunca vi a cara. Vi-lhe apenas os braços morenos e fortes. A dado momento, ele puxou-me e afastamos nos do resto das pessoas que nos rodeavam. Não sei para onde fomos, não faço ideia se era um quarto, uma sala, ou qualquer outro espaço! Lembro-me apenas da sensação de perigo que sentia e da imensa excitação que isso me estava a provocar.


Lembro-me de sentir aqueles magníficos braços rodearem-me e prenderem-me com força. Lembro-me de me deixar levar sem fazer o menor esforço para resistir. E, no entanto, lembro-me também de ter a sensação que estava a fazer algo que "não devia", ou seja, por alguma razão não era suposto eu estar com aquele homem. Mas eu queria e muito estar com ele...
Estava detrás de mim, abraçava-me e embalava-me. Fechei os olhos e deixei-me levar pelas sensações. A pele dele era macia, suave, apetitosa. Beijei-lhe a pele do antebraço e ele começou a beijar-me, primeiro a parte de trás do pescoço... desceu, seguindo a minha coluna vertebral... virou-me de frente (não o vi, pois mantinha os olhos fechados como que para reter cada sensação que os seus beijos me provocavam) e beijou-me a barriga... desceu um pouco mais, suave e lentamente até ao meu triângulo secreto...
O espaço à nossa volta era indefinido. Parecia que estava tudo coberto por um tecido acetinado de uma tonalidade de cinzento que tornava tudo etéreo e só existia eu, ali, nua, perfeita, num estado de verdadeiro êxtase, e ele, um deus moreno, a quem apenas vi os braços, mas de quem senti tudo!
Sentei-me e ele afastou-me gentilmente as pernas, colocou-se à minha frente. Começou por me massajar os pés... beijou-me um e outro e subiu até aos joelhos... depois, foi subindo beijando-me a parte interior das coxas, deixando-me completamente em fogo ardente! Quando estava quase lá, parou, deixando-me em suspenso...
Agarrei-o pelos cabelos, tal era o meu estado de excitação e ele satisfez o meu desejo expresso naquele gesto: com beijos e magníficos movimentos de língua, provocou-me uma explosão de prazer tal que acordei completamente húmida e transpirada!
Sozinha e nua, na cama...

Levantei-me e fui tomar um duche ... ai quem será este DEUS MORENO que me entra nos sonhos ... 
Onde andas tu, meu deus moreno?! 

Sem comentários:

Enviar um comentário