sábado, 29 de setembro de 2012

Lua cheia ...



 Hoje a noite é de lua cheia …
Sentir na pele o toque que causa arrepio. Sentir na boca o molhado dos teus beijos. O roçar do corpo … devagar … suavemente … olhar-te e ver-me por dentro.

Quero ir sem medos nem amarras. Quero ir sentido a liberdade em mim.
Abraçar-te e ter o teu abraço, o teu regaço.

Sentir o cheiro que inebria os sentidos. Sentir sem pressa de acabar. Estar perto sem pensar se amanhã ainda estarás.
Sorrir e ter as tuas mãos entrelaçadas nas minhas.

Eu sinto que vale a pena. Vale a pena sentir.
Espera por mim … hoje que a noite é de lua cheia.
Vamos ver as nossas sombras dançarem, vamos criar sombras chinesas.
Vamos desenhar sonhos e realizar desejos. Tornar tudo muito maior do que possa ser, transformando um pouco, no melhor de tudo, dando a tudo o sabor a eternidade.

Esquecer as amarras que ainda nos prendem, transformar a realidade em magia … apenas partir par quem sabe sentir … se ainda sou capaz … capaz de gostar de quem gosta de mim…

Não vai ser em vão, pois não????

Sem comentários:

Enviar um comentário