sábado, 25 de agosto de 2012

Bom na cama ...



Todos os homens acham-se bons na cama … todos pensam que com ele nunca mulher nenhuma lhes fingiu um orgasmo … rsrsrsrsrsrsrsr … tolos …

Homem bom de cama trabalha muito antes de chegar precisamente lá.
Encosta-me pelas paredes das ruas, vai-se roçando em mim, vai despertando os desejos, provocando tesão.
Despe-me. Homem bom de cama te que me despir, de explorar cada milímetro de pele que vai ficando a descoberto. Percorrer todos os cantos sem se fixar no cu, nas mamas, na …
Despe-se por completo … nada de ir para a cama com as peúgas ou a camisa ou outra peça qualquer.
Homem bom de cama explora o corpo com delicadeza, com sensualidade na ponta dos dedos … não mexe pensando que está a pôr o dedo no gargalo de uma garrafa de cerveja … sabe onde deve fazer pressão, sabe onde deve tocar tão ao de leve como uma brisa.

Homem bom de cama sua (o suor excita) altera posições, agarra-me como se tivesse medo que lhe escape por entre os dedos.
Homem bom de cama tem que ter sensibilidade, falar comigo … sejam palavras bonitas ou menos bonitas. Não fica ali calado como se estivesse a fazer um favor. E não urra. Aqueles urros que até parece que vão ter um ataque cardíaco a qualquer instante … parecendo mais um animal em sofrimento [gemer não é urrar].
Homem bom na cama, entre tirar roupa e o orgasmo tem que durar mais que 15 segundos.
Homem bom na cama não se vira para dormir deixando a sensação de uso em mim … depois do sexo vem outro tipo de amar. Mesmo que seja só por uma noite.
Não tem pudor. Não pode ter … tem que ser livre e fazer-me sentir assim também.
Envolve-me o corpo com o seu corpo e não me vê como uma acrobata.
Homem bom na cama mostra-me o desejo, leva-me a perder os sentidos e a querer perder-me neles.
Ri, é bom rir.
Que o sexo seja sempre uma mistura de gozo, de palavras, de cheiros, de sabores.
Homem bom na cama não pergunta:
- Foi bom? Gostas-te?
Ó por favor … e isso lá se pergunta? Isso vê-se! Depois, horas depois, já pode perguntar.
Tem que ser seguro … mostrar que sabe o que faz e que sabe fazer …
Geme … suspira … tem mil dedos … mil vontades …
E eu acompanho-o.
Por mais estranho que possa parecer, nunca somos precisamente iguais na cama … com uma pessoa somos algo, com outra já não somos bem assim … isso é determinado pelo momento e por tudo o que a pessoa com quem estamos nos faz desejar.
Pronto, isto claro, se a ideia que tenho não estiver muito longe da realidade …
Mas a verdade é que em questões de cama só há dois tipos de homens: os bons e os outros.


Sem comentários:

Enviar um comentário